Facebook Icon Twitter icon Linkedin icon
Economia

Por que você deveria investir no mercado de turismo da América Latina

Enviar por e-mail

Há algum tempo atrás, viajar era um sonho distante para a maioria das pessoas de países como Colômbia, Argentina e México. O que já foi um privilégio, aos poucos está se tornando um hábito de grande parte da população da América Latina. Atualmente, viajar já é uma possibilidade.

As reservas de viagens internacionais a partir da América Latina e Caribe neste ano tiveram um crescimento de 9.3% em relação a 2017. De acordo com uma pesquisa realizada pelo ForwardKeys, o mercado está pronto para expandir.

Além disso, o Brasil está despontando como um dos grandes destinos escolhidos para receber estes turistas. Em 2017, o país recebeu 6,5 milhões de estrangeiros sendo que 62% destes visitantes vieram de países da América do Sul, principalmente da Argentina, segundo os dados divulgados pela Polícia Federal e o Ministério do Turismo.

E como você pode transformar este aumento de turistas internacionais na América Latina em oportunidade para o seu negócio aqui no Brasil?

Nós vamos te ajudar a entender melhor este cenário e responder esta pergunta detalhando os seguintes temas neste artigo:

  • O potencial dos turistas da América Latina.
  • Por que o mercado de viagens internacionais está em ascensão na América Latina.
  • Nichos importantes em que você deve prestar atenção.
  • Como atrair os turistas da América Latina.
turistas-america-latina

Pequenas economias conseguem atingir índices de crescimento mais dinâmicos quando o assunto é turismo, alguns dos principais mercados na América Latina são Argentina, Brasil e México.

Como exemplo deste cenário de aumento de viagens internacionais, podemos mencionar as reservas para a Rússia este ano, motivadas pela Copa do Mundo de Futebol. No México, viagens internacionais para o outro lado do planeta dispararam +373.5% em comparação com o mesmo período do ano passado, os mexicanos estão realmente ansiosos para acompanharem os jogos de futebol em Junho de 2018.

O mercado da América Latina e seu potencial

Quando falamos de turistas latino-americanos, os números não param de crescer. Em 2016, aproximadamente 36% de todos os visitantes nos Estados Unidos vieram de LATAM. Isso significa que o país recebeu mais turistas dessa região do que de qualquer outra parte do mundo.

Eles também geraram um lucro de 60 bilhões de dólares em 2016 somente para os Estados Unidos. Isso representa quase ¼ do valor total gasto por turistas internacionais no país.

A Argentina está liderando o número de viagens internacionais na América Latina. O país apresentou mais que 16.6% de crescimento recentemente, principalmente focado em outros países latinos e o destino preferido dos argentinos continua sendo o Brasil. Em 2018, o fluxo destes turistas para o país deve aumentar em 20% segundo as projeções da Embratur, são esperados 2,7 milhões de argentinos gerando faturamento de US$ 1,5 bilhão.

A segunda maior taxa de crescimento vem do Brasil, com 14.2% de aumento em viagens internacionais. Os brasileiros estão visitando cada vez mais os Estados Unidos e Canadá, principalmente depois das mudanças nos processos de liberação de vistos para estes países.

De acordo com um relatório da Mintel, crescimento econômico e estabilidade estão desempenhando grandes papéis no mercado de viagens internacionais. Mesmo quando muitos países da América Latina estão enfrentando períodos de recessão, a ideia de viajar nunca está fora de cogitação e o mercado só espera crescimento.

Por que?

Simplesmente porque o mercado é extremamente variado e existem infinitas oportunidades.

Por que o mercado de turismo está crescendo na América Latina

 

Internet e Evolução do Mobile

O acesso a smartphones e conexão de internet está melhorando em toda a América Latina. Isso já está refletindo em um aumento de compras online e abrindo novas oportunidades todos os dias.

Os latino-americanos têm afinidade com a tecnologia e amam estar conectados. Os consumidores estão ficando cada vez mais confiantes sobre os processos de segurança online.

O resultado? Mais vendas na internet todos os dias.

A ascensão da classe média

O avanço da classe média é uma das maiores conquistas quando o assunto é expansão econômica da América Latina. A redução dos índices de pobreza fez com que as pessoas pudessem ver além e ter outras perspectivas para suas vidas.

A evolução da economia também tem um papel de destaque quando falamos do aumento de viagens internacionais. Isso significa que a ascensão da classe média pouco a pouco abre oportunidades que estas pessoas mal podiam imaginar há poucos anos atrás.

Não podemos ignorar também que a maioria dos países latino-americanos experimentou uma desaceleração econômica nos últimos anos. Ainda assim, os turistas continuaram buscando por destinos internacionais que valem a viagem, dentro e fora de LATAM.

Vamos voltar ao exemplo de dois grandes países para o turismo na América Latina: Argentina e Brasil. Tradicionalmente, ambos os países já recebiam um volume significativo de turistas brasileiros e argentinos, respectivamente. Mas o câmbio favorável, mais voos diretos entre os países e ações publicitárias realizadas para fortalecer este laço, foram fatores que colaboraram muito para que o crescimento do turismo entre os dois vizinhos se torna-se ainda mais intensa.

Além disso, essa evolução só foi possível porque ainda que ambos os países tenham passado por períodos instáveis, também registraram crescimento na classe média. Assim como vem acontecendo em toda a América Latina.

Alternativas de hospedagem

Não podemos ignorar também que a maioria dos países latino-americanos experimentou uma desaceleração econômica nos últimos anos. Ainda assim, os turistas continuaram buscando por destinos internacionais que valem a viagem, dentro e fora de LATAM.

Mesmo que o Airbnb e outras empresas de aluguel a curto-prazo sejam significativamente mais populares entre europeus e norte-americanos, aos poucos os latino-americanos estão se adaptando a esta tendência também.

O mercado de aluguéis para curtos períodos deve dobrar seu tamanho na América Latina até 2020, tornando os valores das viagens ainda mais acessíveis.

A falta de confiança em serviços online vem diminuindo lentamente, as pessoas estão mudando suas opiniões e vendo os benefícios de alugar acomodações para viajar, principalmente depois de amigos em que eles confiam experimentarem anteriormente.

Meios de pagamento locais

Outro motivo que está fazendo com que os latino-americanos sintam-se cada vez mais confiantes em planejar e comprar online? O fato de que muitos sites, como o Airbnb, estão investindo em soluções melhores para seus usuários.

E os métodos de pagamento locais que fazem parte do comportamento do consumidor é uma delas.

“Considerando que apenas 19% dos brasileiros possuem um cartão de crédito internacional, Airbnb, em parceria com a Digital River World Payments e EBANX, começou a aceitar pagamentos via cartões locais, com parcelamento ou não.”

Este exemplo não está distante da realidade de turistas latino-americanos que buscam viagens para o Brasil. Cada país possui suas próprias formas de pagamento locais e, além disso, quando o assunto são reservas para viagens que tendem a ter um ticket médio mais alto, oferecer parcelamento é um grande diferencial.

Quando as empresas começam a aceitar os métodos de pagamento locais com os quais o público se sente mais confortável, elas estão abrindo uma nova oportunidade e oferecendo alternativas para que as pessoas possam confiar nelas. Além de possibilitar que mais pessoas possam reservar os seus serviços, garantindo as melhores formas para que este usuário possa realizar o pagamento.

Nem sempre é tão fácil

Mesmo que o mercado de turismo internacional esteja evoluindo na América Latina, existem alguns detalhes que você deve sempre ter em mente. Durante uma grande recessão, a maior parte da América Latina tende a perder influência e a flutuação do dólar é sempre uma preocupação. Por isso, o mercado de turismo na região nem sempre é completamente estável, tendo altos e baixos.

Esta situação causa complicações para negócios em todos os países. Ainda assim, o turismo é um plano a longo prazo pelo qual os latino-americanos estão sempre buscando. Isso faz com que o mercado de viagens seja algo que está sempre crescendo no seu próprio ritmo.

Nichos de viagem

Mercado de Luxo

A maioria dos latino-americanos não são viajantes frequentes, mas quando eles viajam, querem viver o máximo que podem. Atualmente, o mercado de viagens de luxo está se tornando cada vez mais acessível e eles querem investir nos melhores serviços pelos quais podem pagar. Isso também significa que eles estão buscando por artigos de luxo acessíveis, focando em experiências únicas em vez de hotéis 5 estrelas.

Para muitos turistas latino-americanos, viajar é experimentar algo único, algo para ser lembrado para sempre. Por isso, eles são tão exigentes com este tema.

Turistas 50+

O envelhecimento da população é um nicho para ficar de olho em todo o mundo, não seria diferente quando o assunto são os turistas da América Latina. Graças a evolução dos sistemas de saúde e prevenção de doenças, a expectativa de vida tem chegado a mais de 72 anos. Isso, junto com a evolução da classe média, faz com que pessoas idosas queiram visitar o exterior. Eles se aposentam, tem mais tempo livre e fazem deste mercado uma grande oportunidade em expansão.

Viajantes com mais de 50 anos estão surgindo em todo o mundo, especialmente na América Latina, eles estão superando outros grupos.

latin-american-travelers-labs
Fonte: Euromonitor International

Se compararmos o ano de 2010 com as estimativas para 2020, teremos um crescimento de 40% para turistas com mais de 50 anos, o que faz deles a categoria de turistas mais dinâmica em ascensão atualmente.

Em números, isso representa mais de 26 milhões de turistas latino-americanos viajando para o mundo todo.

Estima-se que a terceira idade represente 28% de todos os turistas latino-americanos até 2020.

Para trabalhar com este nicho, você também precisará pensar em quais experiências o público da terceira idade gostaria de vivenciar. Alguns destinos podem não ser tão confortáveis para eles. Por isso, o mercado está criando estratégias com foco em destinos adequados a idade deste tipo de turista.

Pelo tempo livre, eles têm mais disponibilidade para viajar fora de temporada e permanecer por longos períodos.

Já quando se trata de saúde, as companhias de seguro de viagem estão oferecendo serviços específicos para pessoas idosas, para garantir que a viagem seja o mais tranquila possível.

De acordo com o nicho que você deseja se especializar, você precisará contornar as limitações do seu público enquanto oferece experiências que façam com que eles sintam-se bem.

Os profissionais autônomos e uma nova maneira de pensar

Outro importante nicho com que você deve se atentar entre os turistas da América Latina são os trabalhadores autônomos. Por questões econômicas e com uma mentalidade mais aberta, muito ligada ao empreendedorismo, esse grupo decidiu investir em suas próprias carreiras. Eles querem algo diferente, em todos os sentidos.

Esse grupo cresceu em 10% entre 2010 até 2016, expandindo para mais de 7.4 milhões de trabalhadores. Eles são independentes, conectados e valorizam experiências de vida muito mais do que turistas tradicionais.

Esses turistas estão interessados em experiências com significados. Eles tendem a se informar para tomar suas próprias decisões de acordo com as suas preferências. A tendência de procura por ofertas personalizadas é muito forte entre os autônomos, com foco em manter o equilíbrio entre a vida pessoal e o trabalho.

Ao mesmo tempo, eles estão muito mais propensos a gastar dinheiro com experiências que realmente ofereçam um significado ao longo de suas viagens.

Empoderamento feminino

Em alguns países da América Latina, como Brasil, Chile e Colômbia, mais de 50% das mulheres estão empregadas. Além disso, em todos os países da região a mulher já conquistou ter acesso a altos níveis de formação educacional.

Ao longo dos anos, o empoderamento do público feminino vem ganhando forças junto ao desenvolvimento econômico das mulheres. Este tema ganhou ainda mais destaque quando as mulheres passaram a compartilhar suas experiências em viagens sozinhas na internet.

Estes depoimentos encorajam outras mulheres a fazerem o mesmo e compartilharem novas experiências. Está se tornando comum ver mulheres viajando sozinhas. Elas gostam de sentir-se livres e decidir seu próprio roteiro para experimentar o mundo do seu jeito. Elas querem ganhar confiança e se sentirem mais empoderadas.

De acordo com o Euromonitor, uma a cada oito mulheres está disposta a viajar sozinha, mas a maior preocupação delas é segurança. É por isso que muitas empresas estão criando serviços específicos para isso. Algumas marcas estão trabalhando muito para garantir experiências cada vez mais agradáveis e menos assustadoras para as mulheres ao redor do mundo.

Como atrair os turistas da América Latina?

Os turistas da América Latina estão buscando por experiências com significado que eles possam lembrar para sempre. Eles não são viajantes frequentes e é por isso que eles procuram experiências para a vida, e você deve focar em proporcionar estes momentos.

Experiências únicas

Atualmente, os turistas latino-americanos precisam de mais do que três palmeiras e ambientes relaxantes para viajar a algum lugar. Mesmo que muitas pessoas estejam apenas começando a descobrir o exterior, eles querem experiências reais que possam ser lembradas no futuro. Viajar é algo muito especial para os latino-americanos.

Esta necessidade de viver coisas diferentes é o que faz com que toda a experiência seja única. Os turistas da América Latina estão buscando por mais do que o básico que você está acostumado a oferecer a quem viaja ao exterior frequentemente.

Por isso, quando o assunto for atrair esses turistas para o Brasil, será necessário explorar todos os possíveis destinos que o país pode oferecer, além apenas dos pontos turísticos mais conhecidos. As belezas do nosso país são um atributo pronto para surpreender os turistas de países vizinhos, fuja do óbvio e encontre diferenciais para criar novas oportunidades de negócio.

Personalização de nichos

Quanto mais você puder personalizar o serviço para um grupo de pessoas, melhor. Desde o momento da reserva até o último minuto, as experiências das viagens podem ser personalizadas de acordo com o nicho em que você quer concentrar esforços.

Os custos podem subir, mas as pessoas estão dispostas a pagar mais para sentir que algo foi criado exclusivamente para elas. Personalização é um grande passo quando você quer investir no mercado da América Latina e também em muitos outros em todo o mundo.

Conclusão

Vamos ser realistas. A América Latina pode não ser tão estável quanto o mercado dos Estados Unidos ou Europa. Mesmo assim, registrou um avanço econômico significativo e atingiu um ponto em que a sua população pode sim investir em experiências únicas.

O Brasil já é um país que constantemente aparece entre os destinos preferidos do público da América do Sul, principalmente para os argentinos e chilenos. Ainda assim, o mercado de turismo no país ainda não está explorando a possibilidade de vender para este público com a dimensão correta desta oportunidade.

Para ter sucesso, construa um relacionamento com os latino-americanos, ofereça o que é necessário para que eles superem seus medos e valorize a personalização do serviço. Assim, seu negócio vai mergulhar em um mercado poderoso, em constante crescimento e repleto de oportunidades. 

Você também pode gostar