Tecnologia

Startup de localização In Loco faz parceria com a Magazine Luiza para criar instalações de Pesquisa e Desenvolvimento

Cientistas de dados, desenvolvedores de software e designers de produtos serão implantados no novo projeto com foco em soluções de geolocalização para o varejo

In Loco's CEO André Ferraz. Foto: In loco/Divulgação
Read in english
  • Em novembro de 2019, a In Loco se expandiu para os EUA, com escritórios em Palo Alto e Nova York;
  • A Magazine Luiza e a startup de geolocalização são parceiros comerciais de longo prazo, já que a gigante do varejo já investiu na In Loco

Do nordeste brasileiro, o Porto Digital, um hub de startups no estado de Pernambuco, a plataforma de locação In Loco anunciou em comunicado à imprensa uma parceria com a gigante do varejo Magazine Luiza.

LEIA MAIS: Metade das empresas de tecnologia no Brasil adota home office

“Estamos felizes em fazer parceria com uma gigante do varejo e ajudar a construir estratégias omnichannel usando nossa tecnologia”, disse André Ferraz, fundador e CEO da In Loco. Com uma equipe de cerca de 90 funcionários, cerca de 40 cientistas de dados da In Loco, desenvolvedores de software e designers de produtos serão implantados para trabalhar em projetos de autenticação e O2O – online para offline -. Chamado Luiza Labs, o foco será na convergência entre serviços baseados em geolocalização e varejo.

Embora nenhuma das partes tenha divulgado quanto será investido pela varejista, todos os produtos construídos a partir da parceria serão de uso exclusivo da Magazine Luiza. Com um relacionamento de longa data, não apenas a In Loco tem o gigante do varejo em seu portfólio há algum tempo; mas o Magazine Luiza também já levantou um financiamento de US$ 20 milhões em uma rodada “Series B” co-liderada pelo Valor Capital e Unbox Capital para expandir seus negócios de tecnologia de privacidade.

“O Porto Digital e o Recife são conhecidos por sua alta densidade de talentos em tecnologia. Nossa parceria nos ajudará a acelerar nossa presença nesse rico ecossistema ”, afirmou André Fatala, CTO da Magazine Luiza.

Quanto à In Loco, a experiência em tecnologia de geolocalização ganha terreno além do objetivo inicial de promoções de marketing com segmentação geográfica. Desde sua expansão para os EUA no final de 2019, onde a startup conta com 10 funcionários em Palo Alto e Nova York e apoiada pelo último financiamento, a In Loco decidiu concentrar seus recursos e esforços nos negócios e na escala de tecnologia de privacidade eles globalmente. O negócio de mídia no Brasil será reposicionado para se concentrar em seus maiores clientes e, por enquanto, sua unidade de negócios para pequenas e médias empresas será descontinuada.

O produto da InLoco permite que as empresas envolvam e autentiquem com segurança seus usuários móveis, sem a necessidade de compartilhar informações pessoais; e após o investimento, a empresa ganhou força significativa em seus negócios no setor, que atualmente representa quase 50% das vendas da empresa.

“Em outras palavras, criamos um tipo de impressão digital para cada usuário com base em seu padrão de viagem, pois entendemos que mais ninguém no mundo irá para os mesmos lugares que você, ao mesmo tempo e no mesmo intervalo de tempo”, Ferraz disse ao LABS em uma entrevista.