Tecnologia

PIX, o sistema de pagamentos instantâneos do BC, entra em nova fase na próxima segunda-feira

Lançamento para o público está previsto para novembro deste ano

Foto: Banco Central/Divulgação
Read in english
  • São testes nas plataformas operacionais do sistema, no registro de chaves (o cadastro vinculando a conta de um usuário ao seu número de celular) e de experiência do usuário;
  • O PIX permitirá transferências e pagamentos entre pessoas, empresas e governo, a qualquer hora do dia, inclusive no fim de semana e em feriados, com recebimento em poucos segundos, a partir da a leitura de um QR Code ou apenas informando o e-mail, número de celular ou CPF/CNPJ.

Na próxima segunda-feira, 1º de junho, termina o prazo para que instituições que queiram o PIX, o sistema de pagamento instantâneo brasileiro, solicitem a adesão ao Banco Central (BC). No mesmo dia, começa a etapa de homologações das adesões, ou seja, de realização de testes obrigatórios por parte das instituições.

LEIA TAMBÉM: Quatro meses após chegada ao Brasil, app Olivia chega a 200 mil downloads

São testes nas plataformas operacionais do sistema (SPI e DICT), no registro de chaves (o cadastro vinculando a conta de um usuário ao seu número de celular, feito nesta etapa a partir de dados fictícios) e com a experiência do usuário, verificando se o aplicativo da instituições tem uso fácil e amigável.

O PIX permitirá transferências e pagamentos entre pessoas, empresas e governo, a qualquer hora do dia, inclusive no fim de semana e em feriados, com recebimento em poucos segundos, a partir da a leitura de um QR Code ou apenas informando o e-mail, número de celular ou CPF/CNPJ.

LEIA TAMBÉM: Anatel admite que leilão do 5G pode ficar para 2021

Um aspecto central desta etapa é a verificação de como as instituições vão apresentar o PIX aos seus clientes por meio dos aplicativos para celular e se as interfaces atendem os requisitos definidos pelo BC.

Precisamos garantir que a população tenha acesso ao PIX de forma simples e prática, para que todos entendam e possam usar esse novo meio de pagamento.

Breno Lobo, chefe de divisão no BC.

As instituições que não concluírem as etapas cadastral e homologatória até 16 de outubro, conforme cronograma definido pelo BC, não estarão aptas a participar do PIX desde o seu lançamento.

No início deste mês, a data do lançamento do sistema para o público foi definida: 30 de novembro deste ano.

Em abril, o BC realizou o primeiro teste de liquidação de transações no PIX. Cinco empresas, entre bancos, cooperativas e empresas de pagamento participaram do teste: Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, BPP, Sicredi Bancoob.

Cronograma de implementação do PIX, o sistema de pagamentos instantâneos do Brasil:

  • 1º de junho: data limite para instituições solicitarem adesão ao PIX e participarem desde o lançamento (haverá nova oportunidade a partir de 1º de dezembro);
  • 1º de junho a 16 de outubro: etapa homologatória e conclusão da etapa cadastral (documentos e informações devem ser encaminhados ao Departamento de Competição e Estrutura do Mercado pelo Protocolo Digital do BC);
  • Junho: Divulgação dos regulamentos das plataformas operacionais (SPI e DICT);
  • Julho: Divulgação do regulamento do PIX e manuais técnicos;
  • Novembro: lançamento do PIX para o público.