Negócios

Uma das maiores varejistas brasileiras, Via Varejo triplica prejuízo e investiga suspeita de fraude contábil

Dona de redes como Casas Bahia e Ponto Frio, a varejista acaba de reportar seu quinto trimestre negativo consecutivo

logomarca da Via Varejo, dona das Casas Bahia e Ponto Frio
Foto: Divulgação
Read in english
  • A única notícia positiva foi a melhor do desempenho em seu marketplace, cujo GMV subiu 79%, para R$ 463 milhões;
  • A companhia disse que está disposta a retomar sua participação de mercado, acelerando as vendas neste período do ano, com Black Friday e Natal.

Um dia após informar o mercado de que abriu uma investigação sobre para apurar irregularidades contábeis, provocada por denúncias anônimas, a Via Varejo divulgou na quarta-feira (13) seu balanço do terceiro trimestre de 2019. O que podia ficar pior, conforme apontou a revista Exame, realmente ficou.

Dona de redes como Casas Bahia e Ponto Frio, a varejista acaba de reportar seu quinto trimestre negativo consecutivo. A companhia triplicou o prejuízo operacional líquido neste último trimestre em comparação com o mesmo período do ano passado, para R$ 244 milhões, registrou recuo de 10,7% no faturamento, para R$ 5,69 bilhões, além de queda de receitas e vendas (2,2%) na categoria mesmas lojas e menor desempenho nos chamados “serviços financeiros”, colaborando para que a margem operacional encolhesse de 6,6% para 4,3%. A única notícia positiva foi a melhor do desempenho em seu marketplace, cujo GMV (Gross Merchandise Volume, ou valor total das mercadorias vendidas) subiu 79%, para R$ 463 milhões.

LEIA TAMBÉM: Magazine Luiza busca boas ideias de serviços digitais fora da empresa

Segundo dados da Refinitiv divulgados pela revista Exame, analistas esperavam, em média, prejuízo líquido de cerca de R$ 10 milhões e Ebitda de 249,6 milhões para a companhia.

Ainda na quarta (13), a empresa informou que resultados preliminares das investigações não confirmaram as irregularidades denunciadas. Na tarde desta quinta-feira (14), em conferência com analistas para comentar seus resultados, a companhia disse que está disposta a retomar sua participação de mercado, acelerando as vendas neste período do ano, com Black Friday e Natal, mas também buscando equilíbrio na oferta de descontos para tentar retomar margens de lucro. As informações são da agência de notícias Reuters, reproduzidas por várias publicações brasileiras.

A Via Varejo ainda passa por uma adaptação à nova direção da família Klein, fundadora das Casas Bahia, que assumiu o comando da companhia em meados de 2019.