Negócios

América Latina começa 2020 com um novo unicórnio, e ele é brasileiro

Com menos de dois anos de operação, a Loft, startup focada no mercado imobiliário, recebeu um aporte de de US$ 175 milhões e foi avaliada em US$ 1 bilhão

logomarca da startup Loft em uma parede
A Loft foi fundada em 2018. Foto: Blog/Loft
Read in english
  • Com o aporte, a empresa pretende operar em outras grandes cidades brasileiras (Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Porto Alegre e Rio de Janeiro);
  • E estrear, ainda no primeiro semestre de 2020, em sua primeiro mercado internacional: Cidade do México;
  • O dinheiro também será usado para a criação de novos serviços e produtos.

Segundo informações da revista Época Negócios, a Loft, uma startup brasileira com foco em compra e venda de imóveis e menos de dois anos de operação, é o mais novo unicórnio da América Latina. O aporte anunciado é de US$ 175 milhões e veio dos fundos Andreessen HorowitzFifth Wall Ventures e Vulcan Capital.

Com os recursos, a startup que começou com atuando apenas no mercado de luxo da região da cidade de São Paulo agora quer ganhar o Brasil.

LEIA TAMBÉM: Boom das health techs chega à América Latina e Brasil vê duas surgirem toda semana

De acordo com a Época Negócios, a empresa foi fundada em agosto de 2018 pelo alemão Florian Hagenbuch, 32 anos, e pelo húngaro Mate Pencz, 33, com a missão de reformas apartamentos usados de luxo, reformá-los e revendê-los por preços até 45% acima do valor original.

LEIA TAMBÉM: O que esperar dos serviços de streaming de música em 2020 na América Latina

Desde o ano passado, porém, a empresa expandiu sua atuação e já trabalha com imóveis de diferentes tamanhos e valores, em 16 bairros da capital paulista. Com o aporte, a empresa pretende operar em outras grandes cidades brasileiras (Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Porto Alegre e Rio de Janeiro) e estrear, ainda no primeiro semestre de 2020, em sua primeiro mercado internacional: Cidade do México. O dinheiro também será usado para a criação de novos serviços e produtos.

Com a Loft, o Brasil chega à marca de 12 unicórnios (veja aqui a cronologia completa das startups que atingiram US$ 1 bilhão em valor de mercado ou mais na América Latina, desde 2017).