Negócios

COVID-19: Latam oferece plano de aposentadoria para funcionários

A oferta é válida para os trabalhadores do Chile, apenas. Em março, funcionários já tinha aceitado redução salarial de até 80%

Foto: Shutterstock
Read in english
  • A Latam Airlines também oferece a seus colaboradores uma licença não paga por 6 ou 12 meses;
  • Em março, os funcionários da Latam, no Brasil e fora, já haviam aceitado uma proposta de redução de salário temporária (até junho) de 50%.

Segundo os sites Diário Financiero, La Tercera e La República, a Latam, a maior companhia aérea da América Latina, está oferecendo um plano de aposentadoria voluntária para seus funcionários no Chile. Ao LABS, a empresa informou que o plano não vale para o Brasil.

Na tarde de sexta-feira, relata o Diario Financiero, um plano de aposentadoria voluntária foi distribuído aos trabalhadores da Latam no Chile. O plano é dividido em três segmentos, de acordo com os anos de serviço do empregado na empresa. Os funcionários podem decidir se aceitarão ou não a oferta até 5 de maio. No dia 7 de maio, os resultados serão anunciados. Nos três casos, o plano também oferece passagens aéreas como parte do pagamento.

LEIA TAMBÉM: Aéreas da América Latina podem perder US$ 15 bilhões em receita

A Latam Airlines também oferece a seus colaboradores chilenos uma licença não paga por 6 ou 12 meses.

Em março, os funcionários da Latam, no Brasil e fora, já haviam aceitado uma proposta de redução de salário temporária (até junho) de 50% (no caso de pilotos e comissários de bordo, o corte chega a 80%).

LEIA TAMBÉM: Companhias aéreas da América Latina durariam meses em cenário extremo

No Brasil, a Latam diz ter elaborado um plano para a manutenção do negócio com mínimo impacto em pessoas, com foco principal na preservação do emprego dos colaboradores, antes mesmo da Medida Provisória 936, que flexibilizou regras trabalhistas em função da pandemia de COVID-19.

“Nesse sentido, a companhia, após aprovação sindical, implementou desde 1º de abril licença não remunerada dos seus funcionários, assegurando jornada parcial, preservando cargos e blindando redução de salários para os colaboradores com remuneração até dois mil Reais. Adicionalmente, a empresa manteve os benefícios como plano de saúde, vale refeição e vale alimentação”, disse Latam em nota enviada ao LABS.

Devido à nova pandemia de coronavírus, a companhia aérea reduziu o número de voos para 95% em abril e manteve a redução em maio.

A Latam nasceu em 2015, após a fusão da chilena LAN e da brasileira TAM, e opera 145 destinos em 26 países.