Negócios

IPO da varejista de moda C&A pode chegar a R$ 2,2 bilhões no Brasil

O objetivo é financiar o pagamento de empréstimos e continuar com o plano de expansão da marca no país

IPO da C&A pode alcançar R$ 2,2 bilhões
  • Após anunciar o IPO em agosto, a C&A se tornará pública no dia 28 de outubro, com a previsão de atingir R$ 2,2 bilhões
  • Com o investimento, a empresa pretende pagar alguns empréstimos e continuar investindo na expansão dos negócios no Brasil

Após o anúncio de IPO em agosto, a Cofra Holdings, grupo holandês de varejo de moda que é dono da marca C&A, escolheu seis bancos para administrarem a oferta pública: Morgan Stanley, Bradesco BBI, BTG Pactual, Citi, XP Investimentos e Santander. Naquele momento, a empresa previa alcançar um investimento de R$ 2 bilhões. Mas agora, quando o processo de negociação já está desenvolvido, o futuro parece ainda mais promissor para a C&A.

Com previsão de abertura de capital no dia 28 de outubro, o mercado espera que o IPO da varejista de moda atinja R$ 2,2 bilhões. Segundo uma fonte próxima ao processo, em uma entrevista para O Estado de S. Paulo, “A empresa gera muito caixa e o desempenho da empresa vai muito bem. Fora isso, as vendas em loja reformada crescem, em média, 8%”.

A oferta pública ocorrerá inicialmente em um lote primário e o fundo será destinado a pagar empréstimos e continuar expandindo a marca no mercado de moda brasileiro.