Negócios

Amazon estuda novos centros de distribuição no Brasil e atrai investidores de logística na Colômbia

  • Empresa disse que ou ampliará CD de Cajamar, ou abrirá outros;
  • Um conjunto de investidores da área de logística e construção estão construindo um super complexo nos arredores do Aeroporto de Bogotá de olho na expansão de gigantes como Amazon.

O conflito entre EUA e China parece estar ajudando a fazer com que gigantes dos dois lados, como Amazon e AliExpress, aumentem sua presença na América Latina. Nesta sexta-feira (30), a varejista americana disse ao jornal O Estado de São Paulo estar estudando a abertura de novos centros de distribuição no país.

“Foi a capacidade que a gente achou que era suficiente para esse primeiro momento. A gente está aprendendo desde já que talvez essa capacidade não seja suficiente. Temos a opção de ampliar o próprio CD ou ir para outros. Estamos analisando”, disse o head de varejo da empresa aqui no Brasil, Daniel Mazini, ao jornal.

LEIA TAMBÉM: Por que a Amazon está em expansão contínua no Brasil

Também nesta sexta-feira (30), um conjunto de empresas de logística e construção revelou ao site Dinero estar planejando a construção de um grande complexo de centros distribuição para atender gigantes como a Amazon.

O presidente da Ospinas, Juan Pulido, disse que a empresa, juntamente, com Corficolombiana, Colpatria e Juan Gaviria têm um grande projeto logístico que a poucos metros do Aeroporto Internacional El Dorado, em Bogotá, em uma área de 120 hectares.