Economia

O Chile é o país latino-americano com a melhor posição no ranking mundial de IDH

O país alcançou a 42ª posição no ranking mundial elaborado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento

Chile lidera o ranking de IDH entre os países da América Latina
Chile lidera o ranking de IDH entre os países da América Latina. Foto: ShutterStock
  • Chile lidera o ranking entre os países da América Latina, seguido por Argentina e Uruguai
  • Brasil e México sofreram queda em suas posições em relação ao relatório do ano anterior

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) divulgou hoje o novo relatório de IDH com dados de 2018 e trouxe boas notícias para alguns países da América Latina, como o Chile, que lidera o ranking entre os países da região conquistando a 42ª posição, na sequência estão a Argentina (48ª) e Uruguai (57ª). Mas nem tudo são boas notícias, o Brasil e o México, as maiores economias da região, tem menos motivos para comemorar.

Mesmo com um leve crescimento em relação ao ano anterior, o Brasil caiu uma posição no ranking de IDH neste ano, passando de 78ª no ano anterior para a atual 79ª. Considerando este novo resultado, agora o país está empatado com a Colômbia na 5ª posição entre os IDHs dos países latino-americanos e ambos estão logo atrás do México, que ocupa a 76ª posição no ranking mundial, após também sofrer uma queda de duas posições em relação aos resultados do ano anterior (74ª).

O relatório é divulgado em edições anuais e leva em consideração três pilares principais: indicadores relacionados à saúde, educação e renda. Todos os países são classificados entre aqueles que possuem alto desenvolvimento humano, alto desenvolvimento humano, médio desenvolvimento humano e baixo desenvolvimento humano. Os 5 principais países latino-americanos do ranking mundial figuram na categoria de alto desenvolvimento humano.