Economia

Prévia do PIB no 2.° semestre indica risco de recessão técnica no Brasil

Paulo Guedes pede "um ano ou dois"de agenda liberal para mudar o país

ministro da economia do Brasil Paulo Guedes
Read in english
  • IBC-Br, considerado a prévia do PIB, mostra retração da economia brasileira pelo segundo trimestre seguido;
  • Os números oficiais do PIB do primeiro semestre só serão divulgados no próximo dia 29 de agosto, mas, historicamente, tendem a confirmar as prévias;
  • Paulo Guedes pediu “um ano ou dois” de política liberal para fazer o país crescer.

O Índice de Atividade Econômica (IBC-Br), considerado uma prévia do PIB, registrou retração de 0,13% no segundo trimestre de 2019. O indicador foi divulgado nesta segunda-feira (12) pelo Banco Central. Como os primeiros três meses do ano já tinham registrado retração (-0,2%), há risco de recessão técnica no Brasil – isso ocorre quando a economia recua dois ou mais trimestre seguidos.

Os números oficiais do PIB do primeiro semestre só serão divulgados no próximo dia 29 de agosto. Historicamente, no entanto, as prévias do IBC-Br têm sido confirmadas pelo índice oficial. É fato que o país ainda apresenta altas taxas de desemprego, que a indústria tem registrado retração (-0,1% em maio e -0,6% em junho) e recuo na produtividade (-1,2% no primeiro trimestre, segundo a Fundação Getúlio Vargas) e que o comércio tem acumulado resultados negativos, entre outros indicadores negativos.

Também neste segundo trimestre, os bancos colocaram o pé no freio na liberação de crédito. Bradesco, Itaú e Santander emprestaram 10% mais no primeiro trimestre em comparação ao último trimestre 2018. No segundo trimestre, porém, esse ritmo caiu para 7,5%.

Apesar de preocupante, o número divulgado nesta segunda (12) também traz consigo chances de recuperação. Houve criação de empregos formais, aqueles com carteira assinada, nos últimos meses e os investimentos em novas empresas e segmentos com altos índices de crescimento no país, como serviços financeiros e e-commerce, seguem firmes.

Também nesta segunda-feira (12), segundo o jornal Valor Econômico, o ministro da Economia, Paulo Guedes, pediu que que os brasileiros deem uma chance à liberal-democracia. 

“Dê um ano ou dois, dê uma chance para a liberal-democracia. Saibam esperar a sua vez”, disse ele ao participar de seminário no Superior Tribunal de Justiça (STJ) sobre a Medida Provisória nº 881, de 2019, a “MP da Liberdade Econômica”.

O texto, que precisa ser votado nessa semana no Congresso para não perder a validade, prevê uma série de simplificações para reduzir a burocracia em torno de startups e pequenas e médias empresas no país.