Economia

Alberto Fernández vence as eleições na Argentina

Com mais de 45% dos votos, o candidato da Frente de Todos venceu o atual presidente, Mauricio Macri, no primeiro turno das eleições no país

Como já indicavam as eleições primárias em agosto, o candidato da Frente de Todos, Alberto Fernández, venceu a eleição para a presidência da Argentina neste domingo, 27, com mais de 45% dos votos, derrotando o atual presidente neoliberal Mauricio Macri.

Com a vitória, a ex-presidente Cristina Kirchner também retorna ao poder como vice-presidente da Argentina, assumindo o cargo a partir de 10 de dezembro junto ao novo presidente.

LEIA TAMBÉM: 3 pontos para entender o que está em jogo nas eleições da Argentina

Realizadas no meio de uma crise econômica, as eleições argentinas se deram ao meio de muitas preocupações com o futuro do país, além de dividir veementemente as opiniões, já que muitos apoiadores peronistas estavam ansiosos pelo retorno de Kirchner. Embora a pobreza fosse uma das agendas centrais do governo Macri, o presidente está prestes a deixar o cargo com um índice de indigência de 35,4% – um terço da população do país.

Após a contagem dos votos, Macri parabenizou seu rival político pela vitória, dizendo ter convidado Alberto Fernández para o palácio presidencial nesta segunda-feira, a fim de discutir a transição. Segundo a agência Reuters, Fernández anunciou a seus apoiadores que iria cooperar com Macri “de todas as formas que pudermos”.

Com mais de 97% dos votos apurados até agora, o novo presidente eleito Alberto Fernández obteve 48,1% dos votos, contra 40,4% dos votos a favor de Mauricio Macri.