Facebook Icon Twitter icon Linkedin icon
Ecommerce

Como aproveitar as datas promocionais do México para aumentar as suas vendas

Enviar por e-mail

Se você trabalha com e-commerce aqui no Brasil e já pensou em fazer cross border, é bem provável que já tenha pensado no México. Pois bem, você acertou! Quando falamos de vendas online, o México é nada menos do que o segundo maior mercado latino-americano, com 14% do mercado.

O mesmo estudo indica que 8 em cada 10 usuários mexicanos de internet compraram online em 2017. As categorias de produtos mais adquiridos foram Viagens e Eventos, seguidas de Eletrônica e Moda.

Pra dar uma ideia da evolução desse mercado, em 2009, o e-commerce mexicano faturou 25.500 milhões de pesos mexicanos; em 2015 o volume foi de 257.090 milhões de pesos mexicanos. Esse desenvolvimento está intimamente conectado com o fato de que os mexicanos estão cada vez mais digitais.

E, como aqui no Brasil, o mercado tem seus picos de demandas. Por outro lado, o calendário promocional não é exatamente igual ao nosso. No México, particularmente, a grande liquidação do varejo é realizada entre os meses de maio e junho.

cross-border-insights

Material exclusivo!

Descubra como começar a vender online para a América Latina em apenas 6 passos e leve seu negócio a outro nível!


Já no final do ano, o buen fin também é muito importante para as vendas online. De fato, esta é a data mais representativa para quem trabalha com e-commerce no México. Antes mesmo da edição do ano passado, uma pesquisa da Asociación de Internet MX chamado Estudio de Comercio Electrónico en Mexico 2017 já previa um aumento de 92% das vendas online na última temporada.

É preciso estar atento às possibilidades e potencial do comércio eletrônico mexicano. Como dissemos no post “O potencial dos e-commerces em países emergentes da América Latina”, o cross border é uma realidade possível e nós, aqui do Brasil, com toda nossa experiência, temos total capacidade de conquistar uma fatia desse mercado que terá, até 2019, 21 milhões de consumidores virtuais.
Pronto para saber mais sobre o El Buen Fín e as oportunidades para e-commerces no México? Continue a leitura!

Economia mexicana e o futuro das compras online

A classe média mexicana de hoje tem mais poder de compra do que antes, principalmente graças ao crescimento da economia. As dificuldades de 2017, como o terremoto de setembro e o furacão de agosto, representaram dificuldades para a economia; no entanto, o México conseguiu manter o impacto desses desastres ao mínimo.


O México oferece boas oportunidades para empresas que buscam apostar neste mercado. Como comentamos, os usuários de internet aumentaram de maneira promissora, e espera-se um crescimento de quase 20% do e-commerce mexicano até 2020, ou seja, um excelente momento para entrar no mercado e construir um nome localmente.

Datas do varejo mexicano: o que é importante saber?

Comentamos acima sobre as datas que mais movimentam e-commerce no México, lembra? Vamos dar uma olhada em quais são as diferenças da cultura de lá, porque se você está se perguntando como vender para o México, também vai precisar saber quando.

Conheça o El Buen Fín

A partir de novembro, já é possível ver sinais do El Buen Fin ou Buen Fin em todo o México. Esta iniciativa promocional já faz parte da cultura local.
Para quem não sabe, o termo Buen Fin faz referência a “bom final de semana”. Este evento ocorre durante um período de quatro dias, incluindo um fim de semana totalmente dedicado a oferecer descontos e aumentar as vendas.

Naturalmente, esta iniciativa anual é baseada na versão americana da Black Friday. Da mesma forma, El Buen Fin foi planejado no México e estreou em 2011. A data gira sempre ao redor do dia 15, e um dos motivos para isso é o fato de 95% dos mexicanos receberem seus salários em duas parcelas, uma no começo, outra no meio do mês.
A sétima edição do El Buen Fín, que ocorreu em 2017, gerou um faturamento de mais de U$ 130 milhões, o que significa um aumento de 43% em relação ao ano anterior, segundo com dados da AMVO.

Da mesma forma, verificaram-se quase 50 milhões de visitas, por cerca de 81% dos internautas mexicanos, nos sites participantes durante a celebração do referido programa, de acordo com a consultoria Nielsen.

Os resultados mostram que cerca de 2,8 milhões de compradores fizeram 993 mil pedidos, com um ticket médio de U$ 150. Como métodos de pagamento, cartões de crédito (52%), cartões de débito (45%) e dinheiro (35%) foram as formas mais utilizadas.

Hot Sale, o líder de vendas

O Hot Sale é considerado o momento mais importante das vendas online no México. Organizado pela Associação Mexicana de Venda Online (AMVO), foi criado com o objetivo de promover o comércio eletrônico no México e familiarizar a população com as compras online.

Falando em números, a edição de 2018 registrou um faturamento de quase U$ 30 milhões, o que representa um significativo aumento de 75% em relação à edição do ano anterior.
O número de visitas aos sites dos participantes aumentou 77% e registrou um aumento de 29% no número total de compradores: 2.1 milhões, o que somado às edições anteriores, revela um total de 7.1 milhões de pessoas que compraram algum produto nas cinco edições do Hot Sale.

O momento é tão importante para o comprador mexicano que, antes da edição deste ano, 6 de 10 compradores disseram que comprariam algo, dos quais 71% já tinham uma compra específica planejada com antecedência.

Entre os segmentos de produtos vendidos, o consumo ficou distribuído em: moda (64%), decoração (5%), Saúde e Beleza (4%), Eletrônica (1%) e itens variados (26%).

Oportunidade para e-commerces brasileiros

O Brasil, como líder em e-commerce na América Latina, tem mais experiência. O México apresenta um grande mercado, ainda não tão explorado, e com relação ao que vemos no cenário de e-commerces brasileiros, tem uma concorrência menos madura do que por aqui.

Mesmo com um alto faturamento e um apresentando um crescimento importante, as lojas de departamento mexicanas e retailers em geral ainda demonstram falta de experiência e profissionalização em relação ao comércio eletrônico.

O sucesso do e-Commerce no Brasil, em comparação com o México, não está relacionado somente com o alto índice de bancarização do país, e sim com a experiência do consumidor. Marcos Pueyrredon
Diretor do Instituto Latino-Americano de Comércio Eletrônico

Para aproveitar a oportunidade de vender para o México, é necessário um planejamento detalhado e com antecedência para que a expansão tenha sucesso no momento em que o mercado mexicano esteja mais aquecido.

Além disso, as diferentes sazonalidades oferecem uma oportunidade a mais para e-commerces brasileiros: aumentar suas vendas em momentos de desaceleração no Brasil. Por exemplo, além das datas comemorativas, a única grande data de vendas no Brasil é a Black Friday. Vendendo para o México, você teria uma grande oportunidade de vendas também no primeiro semestre.

Sem falar na gestão de estoque, que pode explorar possibilidades de vender produtos diferentes para ambos os países com base no momento de cada um deles.

De uma forma geral, se você tem um e-commerce no Brasil e tem procurado informações sobre como vender para o México, esperamos que as estas informações lhe ajudem a dar mais um passo em direção à  expansão! Continue acompanhando nosso blog e confira todas as novidades.

Você também pode gostar