Facebook Icon Twitter icon Linkedin icon
Ecommerce

Por que a Argentina pode ser a chave para aumentar as vendas do seu e-commerce

Enviar por email para ler depois

O seu e-commerce já tem um espaço sólido no mercado brasileiro e você sente que chegou a hora de iniciar o processo de cross border? Então, conheça um pouco mais sobre o potencial da Argentina para as vendas online e entenda porque ela pode ser uma opção interessante para o seu negócio.

ecommerce_argentina_labs

Crescimento do e-commerce na Argentina

O mercado online argentino continua em alta mesmo com a crise econômica que vive o país. Segundo um estudo da CACE (Câmara Argentina de Comércio Eletrônico), o e-commerce cresceu 52% em 2017 e teve mais de 95 milhões de produtos vendidos. Com um aumento de 19% em relação a 2016, o ticket médio da compra foi de 2.600 pesos.

Outro dado interessante levantado pela CACE é em relação a frequência de compra dos usuários na Argentina. Em 2017, 11% compraram pelo menos uma vez por semana, 35% ao menos uma vez por mês e 54% uma vez a cada seis meses.

Apesar das aquisições serem feitas independente de gênero e idade, os homens tendem a comprar mais nas categorias de tecnologia, ferramentas e software. Enquanto as mulheres preferem roupas, ingressos para shows, móveis e cosméticos.

O uso do mobile

Não tem como falar de vendas online sem entender a importância do mobile para esse mercado. A comScore e a Internet Media Services (IMS) divulgaram um relatório sobre o consumo de dispositivos móveis na América Latina. A pesquisa determinou que 9 em cada 10 pessoas conectadas à internet na região possuem um smartphone. Desses usuários, 66% realizaram pelo menos uma compra a partir do dispositivo num período de 6 meses.

Quando falamos em Argentina, a relação entre mobile e e-commerce também mostra a sua importância. No estudo feito pela CACE ficou determinado que 39% dos usuários argentinos pesquisaram por produtos pelo celular. Além disso, 6 em cada 10 usuários possuem um aplicativo de comércio eletrônico instalado em seu dispositivo e 15% fecham a compra por meio dele.

No Hot Sale argentino de 2016, 53% das aquisições foram feitas por um smartphone. De acordo com um relatório feito pela Claro Argentina, os argentinos passam cerca de 85 minutos no celular. Quando falamos dos millennials, esse número aumenta para 100 minutos. Deste tempo gasto, 26% é navegando em lojas virtuais.

cross-border-insights

Material exclusivo!

Descubra como começar a vender online para a América Latina em apenas 6 passos e leve seu negócio a outro nível!

    Essa mudança no comportamento do consumidor também pode ser vista no Brasil. De acordo com uma pesquisa feita pelo MindMiners, 62% dos usuários brasileiros já realizaram uma compra usando o celular. Mesmo na loja física, o dispositivo tem grande importância na decisão. 67% dos entrevistados afirmaram que já usaram o smartphone dentro do comércio para comparar preço.

    Categorias com o maior número de vendas na Argentina

    Com um faturamento de 156,3 milhões de pesos, o comércio online argentino movimenta a economia do país. São vários as categorias de produtos que impulsionaram o crescimento do e-commerce na Argentina. O interessante é que o turismo continua ano após ano sendo o líder na compra virtual com 37%.

    Na sequência temos:

    • Telefones celulares e acessórios – 33%
    • Roupas esportivas – 32%
    • Eletros e ar condicionado – 30%
    • Roupas não esportivas – 27%
    • Ingressos para shows – 26%
    • Eletrônica e TV – 24%

    Se o nosso foco for apenas no faturamento, as categorias mais relevantes foram as seguintes:

    • Ingressos e turismo – 43.638 milhões de pesos
    • Equipamentos e acessórios de áudio e imagem, consoles, informática e telefonia – 18.361 milhões de pesos
    • Artigos domésticos (móveis e decorações) – 12.088 milhões de pesos
    • Eletrodomésticos (linha branca e marrom) – 9.115 milhões de pesos

    Existem alguns segmentos que apresentam bons resultados tanto no Brasil, quanto na Argentina. A área de turismo, por exemplo, é um dos maiores mercados nos dois países.

    Como já foi apresentado, a Argentina tem como maior faturamento online a compra de viagens. No Brasil, este comportamento está começando a ficar mais claro. Segundo dados da E-Consulting, o mercado de turismo virtual deve atingir R$ 19.6 bilhões em 2018, 14% a mais do que foi em 2017.

    Sazonalidades argentinas

    As datas sazonais são esperadas por todos os donos de e-commerce. E não é para menos, já que esses dias comemorativos costumam movimentar milhões todos os anos. Especialistas indicam que em muitos casos, o comércio ganha mais no período da sazonalidade do que em três meses normais.

    Para se ter uma ideia da força que essas datas têm para as lojas virtuais, separamos alguns dados sobre a Hot Sale 2018 que a CACE coletou. Para essa edição do evento foram 475 empresas participantes e 2.5 milhões de visitas no site oficial da campanha.

    Cerca de 60% dos usuários procuraram pelas ofertas deste dia pelos dispositivos móveis. Com mais de 1.9 milhões de pedidos durante o período, o faturamento total do Hot Sale foi de 6.170 milhões de pesos. Por minuto, foram vendidos 2574 itens. Entre os produtos com maior número de vendas estão os alimentos e bebidas, calçados, roupas, decoração e televisões.

    Pensando na importância que esses dias têm para o e-commerce, separamos algumas datas relevantes para o comércio argentino:

    • Dia dos Namorados – 14/02
    • Dia das Mulheres – 08/03
    • Dia das Noivas – 01/04
    • Dia dos Pais – 3º domingo de junho
    • Dia dos Amigos – 20/07
    • Dia dos Filhos – 19/08
    • Dia das Mães – 3º domingo de outubro
    • Natal – 25/12

    Apesar desses períodos serem importantes para as vendas, quem trabalha com lojas virtuais precisa ter o dobro de atenção para as datas sazonais do mundo online, como é o caso do Hot Sale, Cyber Monday e Black Friday.

    1. Hot Sale

    O Hot Sale é conhecido em muitas regiões do mundo. Na Argentina, o evento aconteceu entre os dias 14 e 16 de maio e foi planejado pela CACE. Segundo os organizadores haviam 10 categorias disponíveis para serem compradas: eletro e tecnologia, viagens, casa (móveis e decoração), vestuário e calçado, esporte e fitness, alimentos e bebidas, cosméticos e beleza, bebê e criança, automotivo e diversos. O evento acontece todos os anos.

    2. Cyber Monday

    Também organizado pela CACE, a Cyber Monday Argentina de 2018 vai ter três dias (29, 30 e 31/10) pela primeira vez. Conhecida pelos descontos agressivos, a data sempre gera uma boa procura e número de vendas. Entre as principais categorias deste período, podemos destacar: eletro e tecnologia, vestuário e calçado, viagens, casa e esporte e fitness.

    3. Black Friday

    Criado nos Estados Unidos, a Black Friday começou a ser implementada em outras partes do mundo por conta dos seus excelentes resultados. O maior evento de e-commerce sempre acontece na última sexta feira de novembro. Em 2018, a Black Friday vai ser no dia 23 de novembro.

    Métodos de pagamentos locais

    As formas de pagamento disponíveis no site é uma das principais dificuldades na hora da implantação de uma loja virtual em outro país. Afinal, o usuário que compra pela internet preza pela comodidade e procura por um e-commerce em que não precise trabalhar com conversão de moeda e nem com um cartão de crédito internacional.

    Ao longo do texto ressaltamos o quanto os argentinos gostam de comprar em lojas virtuais. São cerca de 11 milhões de usuários comprando online anualmente. Para se ter uma ideia da importância desse número, isso é mais do que a população total de países como Portugal e Suécia.

    Entre as formas de pagamento preferidas para os moradores da Argentina está a compra parcelada no cartão de crédito ou à vista em dinheiro. Como uma parcela considerável de argentinos não possuem cartão para realizar a primeira opção, oferecer um outro meio de pagamento pode ser o que a sua loja precisa para competir de frente com os e-commerces já estabelecidos e conhecidos no país.

    Além disso, um dos métodos locais mais utilizados, por exemplo, é o Cupón de Pago. Esta forma de pagamento funciona de forma parecida com o boleto bancário no Brasil. Ele é um documento com um código numérico que permite que os clientes argentinos paguem os itens usando dinheiro.

    O empreendedor que oferece essa opção aos seus consumidores têm mais chance de construir uma relação positiva com eles, podendo até mesmo aumentar o seu número de vendas. Outro ponto positivo do Cupón de Pago é a isenção de impostos e a possibilidade do argentino pagar em sua própria moeda (pesos). Para o comerciante, essa alternativa também é vantajosa, já que ele recebe o que foi pago pelo cliente sem interferência nas variações da taxa de câmbio.

    Conclusão

    O mercado argentino de e-commerce está em pleno crescimento. Só no ano de 2017 foram mais de 150 milhões de pesos de faturamento nessa área. Esse crescimento é confirmado pela pesquisa da CACE que descreve um aumento na pesquisa de preços e compra por dispositivos móveis. Entre as principais categorias vendidas estão: turismo, eletros, tecnologia e vestuário.

    Se a Argentina tem um bom momento no mercado online, ele ainda é muito melhor durante as datas sazonais, em especial na Hot Sale, Cyber Monday e Black Friday. Para e-commerces que estão pensando em investir nos consumidores argentinos, uma boa dica é o uso de métodos de pagamentos locais. Esse tipo de investimento é vantajoso tanto para o empreendedor que aumenta suas vendas, quanto para o consumidor que tem a alternativa de pagar pelo produto em sua moeda local e sem cobrança de impostos.

    Ficou interessado em saber mais sobre como funciona o EBANX? Então, entre em contato com a gente para entender como os nossos serviços podem ajudar no crescimento do seu negócio. E se quiser ficar por dentro de mais dicas como essa, não se esqueça de conferir o nosso blog.

    Ebook_ecommerce_america_latina_labs
    Baixe o e-book agora!

    Guia: 6 passos para começar a vender online para a América Latina


Leave your comment

* *

You might also like