Tecnologia

EXCLUSIVO: América Latina será o primeiro mercado internacional da HBO Max

A plataforma de streaming, que estreará nos EUA em 27 de maio, chegará à região em 2021, antes da Europa

Read in english
  • No início desta semana, a WarnerMedia, empresa controladora da HBO, concluiu uma operação que facilita a implantação da HBO Max na América Latina;
  • A HBO Max será um dos concorrentes mais fortes na chamada guerra do streaming com Netflix, Disney + e Prime Video.

A primeira expansão internacional da HBO Max ocorrerá na América Latina, e a empresa vai priorizar a região em relação a outros mercados fora dos Estados Unidos, como a Europa. A plataforma de streaming, que será lançada no mercado norte-americano em 27 de maio como forte concorrente da Netflix, Amazon Prime Video e Disney +, chegará aos países da América Latina em 2021.

No início desta semana, a WarnerMedia, controladora da HBO, adquiriu participações minoritárias em subsidiárias da América Latina e assumiu o controle de todas as operações com a marca HBO no Brasil e outros países da região. Antes da aquisição, os serviços regionais eram executados em joint-ventures com a Ole Communications. De acordo com informações coletadas pelo LABS, após a estréia nos EUA, “a próxima região ou os próximos países que a empresa vai olhar [para lançar a HBO Max], todos estão na América Latina”.

A próxima fase é a América Latina. A HBO já está olhando para isso, sem um país específico por onde começar, mas essa é a próxima fase. E, realisticamente, estamos falando do próximo ano

LEIA TAMBÉM: Depois da Índia e Europa, Disney+ chegará à América Latina no fim do ano

A empresa não especifica por onde a expansão da HBO Max será iniciada, mas a transação recente é o primeiro passo para implantar a plataforma de streaming na América Latina, como Gerhard Zeiler, diretor de receitas da WarnerMedia International Networks afirmou: “Em primeiro lugar, com esta aquisição, planejamos lançar versões localizadas do nosso próximo serviço de streaming nos EUA, HBO Max, para consumidores de toda a região”.

A luta dos titãs

O HBO Max está prestes a se tornar um dos maiores players no cenário de streaming de vídeo, ao lado de Netflix, Disney + e Amazon Prime Video. Desde o início, a HBO Max terá uma enorme biblioteca de conteúdo e um grande orçamento para gastar em novos programas, séries e filmes exclusivos.

Cronograma diferente e laços latino-americanos

A expansão internacional que a HBO Max está planejando, com foco na América Latina, difere do adotado pela Disney+, que estreou em novembro passado nos EUA, na Holanda e no Canadá, alcançando outros mercados europeus em março, antes de chegar na Índia no mês passado. A Disney+ será lançada na América Latina no final de 2020. 

LEIA TAMBÉM: Pluto TV chega ao Brasil no final de 2020 apostando em streaming gratuito

A HBO Max chegará à região um pouco mais tarde, mas a prioridade que está dando aos mercados latino-americanos pode estar relacionada aos seus vínculos com o público local. A empresa e a Ole Communications trouxeram serviços de programação da HBO para a região pela primeira vez em 1991 e lançaram um canal premium da marca HBO em espanhol no mesmo ano. Em 1994, um serviço em português foi lançado no Brasil. 

A marca também produz regionalmente desde 2003, quando gravou Epitafios, sua primeira série argentina.

Fomos a primeira emissora internacional a produzir conteúdo local premium na região, ultrapassando as fronteiras para a narrativa local com Epitáfios (Argentina), Capadócia (México) e Filhos do Carnaval (Brasil)

HBO Latin America

“Há mais de 17 anos, a HBO é pioneira na produção de conteúdo de alta qualidade, original e envolvente na América Latina, alcançando públicos em mais de 40 países em toda a região. Contribuímos para desenvolver novos modelos de narrativa na América Latina, trabalhando com empresas locais e impulsionando o ecossistema”, diz um comunicado enviado pela HBO Latin America ao LABS.

“Há quase trinta anos, a Ole estabeleceu parceria com a HBO para construir uma das principais plataformas de televisão paga na América Latina”, disse Enrique Cusco, CEO da Ole Communications, ao anunciar a venda de suas participações minoritárias em joint ventures locais. “A HBO era um parceiro ideal e sou grato a todas as pessoas que trabalharam conosco para criar a HBO na América Latina.”

A Ole continua a operar regionalmente os canais A&E, AXN, História, História2, IVC, Lifetime, E! Entretenimento, Studio Universal, Sony Channel, SyFy, Telemundo Internacional, Universal TV e WB.

LEIA TAMBÉM: Brasil começará implantação do open banking em novembro

Estreia nos EUA

De acordo com a Cnet, a HBO Max será a mais cara entre as grandes plataformas de streaming de vídeo nos EUA. Ela deve custar US$ 15 por mês, comparado a US$ 7 por mês na Disney+ e US$ 9 por mês no plano mais barato da Netflix. Descontos de US$ 3 por mês durante o primeiro ano estão sendo oferecidos para os usuários dos EUA que se inscreverem no serviço antes de 27 de maio.

Nos EUA, os usuários da HBO Now, o atual serviço de streaming baseado em assinatura da HBO, mais limitado, podem mudar para a HBO Max sem nenhum custo. No caso da HBO Go, que está vinculada a assinaturas de TV paga, as condições e os preços de acesso à nova plataforma variam de acordo com o provedor de TV paga.

Desde o início, a HBO Max oferecerá 10.000 horas de conteúdo, incluindo todo o serviço da HBO, junto com franquias, títulos passados ​​e presentes da Warner Bros., produções estrangeiras e uma oferta mensal de novos originais. 

A WarnerMedia disse a investidores que alcançará de 75 a 90 milhões de assinantes HBO Max (50 milhões nos EUA) até 2025. A Netflix, líder global, possui 182 milhões de assinantes (70 milhões nos EUA e Canadá). A Disney+ já possui 50 milhões de usuários em todo o mundo, e o Prime Video conta com 150 milhões de assinantes, mas o número da Amazon reúne clientes de seus serviços premium – dos quais o Prime Video é um componente.

LEIA TAMBÉM: E-commerce brasileiro ganha 1 milhão de novos consumidores

A HBO Max vai contar com a biblioteca de séries e filmes da Warner Bros., uma coleção de 100 anos de conteúdo, além de New Line, títulos da DC, CNN, TNT, TBS, truTV, Cartoon Network, Adult Swim, Crunchyroll, Rooster Teeth, Looney Tunes, uma seleção de filmes clássicos com curadoria em parceria com a TCM, entre outras.  

Entre os originais premium da HBO estão Westworld, Big Little Lies, Game of Thrones, Sex and the City, Veep, The Wire, Curb Your Enthusiasm, Succession, Watchmen, The Sopranos, entre outros.

Os destaques do portfólio da WarnerMedia incluem Friends, The Big Bang Theory, Doctor Who e Rick and Morty. Além de séries, especiais e documentários, o serviço contará com mais de 2.000 filmes, entre sucessos de bilheteria recentes, como Nasce Uma Estrela e Coringa, a clássicos Casablanca, O Mágico de Oz, Matrix, Goonies, Harry & Sally, Senhor dos Anéis e Cidadão Kane.